Pular para o conteúdo principal

Uma revolução em nossa realidade

Uma revolução em nossa realidade

Colunista de Tecnologia mostra como a Realidade Virtual irá mudar nosso modo de estudar, alugar imóveis, jogar...


Foto: Reprodução

Uma das tecnologias, apontada praticamente por todos os especialistas da área como tendência, é a realidade virtual. Mais conhecida pela sigla VR (do inglês virtual reality), essa tecnologia tem revolucionado a forma como vemos o mundo, literalmente.
A experiência no mundo da VR é necessariamente criada a partir de óculos especiais, que trazem imagens e vídeos em 3D e criam um ambiente virtual muito perto da realidade. Minha primeira experiência com essa tecnologia foi ainda em 2013, quando comprei o Oculus Rift. A partir disso, percebi as inúmeras possibilidades dessa ferramenta em várias áreas e modelos de negócios.
O fator chave do sucesso dessa tecnologia é a imersão. Imagine você, sentado no sofá da sua sala, curtindo um passeio em uma montanha-russa
Ou assistindo um jogo de basquete da NBA, como se estivesse na primeira fila, podendo olhar todos os cantinhos da quadra? Ou matando alguns zumbis, em uma fábrica abandonada?
A imersão que a VR proporciona vai muito além da simples visualização. Combinada com simuladores, luvas especiais com sensores e outros dispositivos, a aplicação dessa tecnologia está cada vez mais forte em áreas como educação, saúde, treinamentos militares e até mesmo nos games.
Na saúde, como o caso da Case Western Reserve University, a tecnologia de realidade virtual já faz parte da grade de aulas do curso de Medicina. Os alunos conseguem ter uma experiência totalmente diferenciada e, claro, muito mais interessante de estudar.
Essa imersão que a realidade virtual tem acaba gerando um outro nível de experiência para o usuário. Agora imagine, você está buscando um apartamento para morar. Ao chegar na imobiliária, ao invés de ficar olhando um catálogo cheio de fotos ou pior, ficar visitando cada empreendimento fisicamente e perdendo tempo, você pode fazer essa visita de forma virtual, utilizando os óculos VR. A partir disso, é possível fazer uma seleção bem mais realista das possibilidades e então, partir para a visitação física. Bem melhor, não acha?
A VR está tão em alta que um dos maiores eventos sobre tecnologia do mundo, o SXSW, que acontece anualmente na cidade de Austin, no Texas, abordará o uso da realidade virtual aplicada à educação, uma das áreas que mais se beneficiará com essa nova tecnologia.
Outro setor que vem se destacando com o uso da VR são os games. Quem aqui, amigo que já jogou Resident Evil 7 VR. Você não se sentiu apavorado com aquele monte de zumbis correndo em sua direção? Confesso: um verdadeiro teste para cardíaco.
Pois é, essa semana, acontece na cidade de San Francisco, Califórnia, o evento GDC (Game Developers Conference) que reunirá os maiores desenvolvedores de games do mundo, fabricantes e apaixonados por essa área.
Para a minha próxima coluna, trarei com um convidado especia:  meu amigo Orlando Fonseca Jr., diretor da ImgNation, empresa desenvolvedora de games aqui de Santa Maria e uma das principais da América Latina quando se trata de VR. Ele está nos EUA e participará desses dois eventos: SXSWEdu e o GDC.
Quer saber mais sobre isso? Acompanhe a minha próxima coluna, e os relatos do nosso "correspondente internacional" especial.
Abraço e sucesso.
Cristiano Silveira
Publicada originalmente na coluna Tecnologia do jornal Diário de Santa Maria

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Quer pagar como?

Colunista Cristiano Silveira comenta sobre a funcionalidade dos celulares para realizar pagamentos E aí, quer pagar como? Sim, uma pergunta desse tipo está cada vez mais comum no dia-a-dia. Antigamente, dinheiro e cheque estavam resolvendo. Aí veio a tal da tecnologia e acelerou tudo.  Sim, acelerou mesmo. Depois com a chegada dos cartões, crédito ou débito, ficou muito mais prático. Só colocar o cartão, digitar a senha e pronto! Não precisava mais carregar dinheiro ou cheque. Mas a tecnologia resolveu ajudar mais um pouco e então resolveram agregar acessórios e outras tecnologias, que inventaram as pulseiras ou até mesmo cartões que realizam o pagamento somente aproximando das maquininhas. Mas se deram conta de uma coisa: por que precisa carregar um cartão de crédito ou débito, se carrego o celular para todo o lugar? Pronto. Criaram os apps que armazenam os dados do seu cartão e servem como carteiras virtuais, onde você começa a pagar apenas aproximando o celular das maqu

3 tendências da tecnologia para 2020

*Texto publicado originalmente na coluna Tecnologia, do jornal Diário de Santa Maria, dia 25.02.2020 E aí, pessoal?! Estão curtindo o carnaval? Festa e agito, ou sofá e Netflix? Mas relaxa, a gente aproveita o carnaval como achar melhor. E falando em aproveitar, já que estamos prestes a iniciar o ano para valer, quero aproveitar para trazer para você as tendências da área de tecnologia que vão impactar a sua vida, seja pessoal, profissional ou social. Foto: Brasil de Fato São inúmeras as tecnologias que vão crescer esse ano, mas resolvi trazer aqui apenas 3 que considero bem importantes destacar. Essa observação foi dada pelo mestre Mauricio Benvenutti, sócio da  StartSe .  Ele mora no Vale do Silício, nos Estados Unidos, e em uma visita ao Brasil, ele comentou sobre as 3 tendências de tecnologia que estão mexendo com o Vale. A primeira, que está se disseminando muito rápido e que promete uma mega tendência em médio e longo prazo chama-se "Voice first". Nada ma

Novas linhas para os carros do futuro?

Colunista Cristiano Silveira comenta sobre o Tesla Cybertruck Semana passada foi marcada por uma novidade e tanto no mercado automobilístico. A chegada do novo carro da fabricante Tesla, a Cybertruck .  Logo de cara, o que mais chama a atenção no carro é o design. De ousado a horroroso, as pessoas não economizaram críticas e elogios ao novo modelo.  E o que você acha?  Foto: Tesla (divulgação) Mas quando se trata de criar carros, a Tesla não está para brincadeira. Eles criaram um carro ultra resistente, mais rápido que um Porsche 911 e mais forte que uma Ford F-150. Segundo o site de vendas da própria  Tesla , onde você pode customizar o seu pedido, existem três tipos de motorização: Single Motor RWD; Dual Motor AWD; e Tri Motor AWD, com autonomia de 250 milhas (402km), 300 milhas (482km) e 500 milhas (804km) respectivamente. Lembrando que a Cybertruck é 100% elétrica, não usa combustível fóssil.  Além da motorização, na customização do seu pedido, você pode acrescenta